Tema: Política

Rio de Janeiro, . | Política


Infelizmente, o Brasil precisa de um novo presidente

Há poucos dias, o Brasil foi abalado pela divulgação do áudio da conversa entre o presidente da República Michel Temer e o empresário Joesley Batista. Apesar dos sérios equívocos incorridos pela procuradoria geral da República no episódio em questão e a despeito da possibilidade de o áudio ter sofrido edições, o fato é que a nação está ciente de que a conversa ocorreu e tem uma noção suficientemente acurada do seu teor. E, conforme se discute abaixo, não há como Michel Temer permanecer na presidência.

Rio de Janeiro, . | Esquerdismo, Política, Socialismo


Para o esquerdista radical, a questão em debate nunca é a questão. A verdadeira questão sempre é a revolução

Conforme mencionado com muita propriedade pelo escritor conservador David Horowitz, a frase "The issue is never the issue. The issue is always the revolution", a qual pode ser traduzida como "A questão em debate nunca é a questão. A verdadeira questão sempre é a revolução", sintetiza a forma de pensar de um revolucionário esquerdista. Para esse tipo de indivíduo, tudo está subordinado ao objetivo de transformar a sociedade em que ele vive em uma tirania socialista. Toda e qualquer ação deve ser avaliada primordialmente pela sua serventia à causa revolucionária.

Rio de Janeiro, . | Esquerdismo, Política, Socialismo


Não, o PT não é igual aos demais partidos

De acordo com as informações recentemente divulgadas pela imprensa nacional, as delações premiadas dos executivos da Odebrecht atingem uma vasta gama de partidos. A proeminência de vários dos políticos citados e o fato de as denúncias alcançarem até mesmo partidos que se opuseram aos governos petistas podem fazer com que se solidifique entre os brasileiros a equivocada noção de que "o PT é um partido como outro qualquer".

Rio de Janeiro, . | Economia, Política


Reformas econômicas já!

Com a condenação de Dilma Rousseff pelo Senado, encerrou-se a interinidade da administração Temer. Desta forma, o governo passou a ter uma maior capacidade política de implantar as suas propostas. Isso tem como contrapartida uma maior urgência em colocar em andamento a sua agenda de reformas econômicas.