Rio de Janeiro, . | Esquerdismo, Política


Se Temer fracassar o PT será necessariamente culpado

Alexandre B. Cunha

Uma conhecida tática da esquerda radical consiste em atirar um grande volume de acusações contra o alvo da vez. Tendo em vista que é inviável refutar todos os ataques proferidos pela militância vermelha, há uma chance razoável de que tal campanha seja, mesmo que parcialmente, bem-sucedida em macular a reputação da pessoa ou entidade alvejada.

Nesse tipo de ação organizada, a consistência e a veracidade das acusações e questionamentos são o que menos importa. O que é realmente relevante para o sucesso da ação é a quantidade de críticas atiradas contra o alvo, pois se elas forem suficientemente numerosas é quase certo que pelo menos uma delas será aceita como verdade pela sociedade. Assim sendo, não é de surpreender que maior parte das mesmas seja composta por mentiras, falácias, raciocínios ilógicos, absurdos grosseiros etc.

O governo Temer é a bola da vez aos olhos da militância petista. Um artigo de autoria do presidente do PT, Sr. Rui Falcão, é um bom exemplo da ação descrita nos parágrafos anteriores. O autor acusa o governo Temer de ser “usurpador” e “repressivo”. E, pasmem, ele reclama que há “vários ministros investigados por corrupção”! E eu que acreditava que uma condenação por corrupção era uma condição necessária para ser agraciado com o nobre título de ‘herói do povo brasileiro’.

Conforme mencionado acima, não há como rebater todas as barbaridades proferidas pelo PT. Fosse eu me dedicar a desmascarar todas as falácias contidas no artigo do Sr. Rui Falcão, então provavelmente eu precisaria escrever um texto de pelo menos cem páginas. Por outro lado, não podemos simplesmente ignorar todas as afirmativas dos esquerdistas radicais. Assim sendo, ao invés de dissecar cada uma das impropriedades contidas no artigo em questão, questionarei a absurda hipótese de que eventuais erros do governo Temer devam ser politicamente benéficos para a organização vermelha.

O PT não apenas deseja que a nova administração fracasse; na verdade, o partido trabalha abertamente para tanto. Esquecem-se os petistas de que se Temer não realizar um bom governo, então a culpa será do PT. Sim, o PT será um dos principais responsáveis por um eventual fracasso de Michel Temer.

Se Temer não realizar uma boa administração, então isso ocorrerá por uma das seguintes três razões abaixo:
(1) Temer não está à altura do cargo de presidente da república.
(2) A herança maldita do PT impediu que ele fosse bem-sucedido.
(3) Ambos os motivos anteriores.
Se o atual governo for um fracasso devido ao motivo (1), então a culpa será dos petistas. Afinal de contas, eles tinham a obrigação de escolher uma pessoa capaz para ocupar a vice-presidência. Com relação aos demais itens, a obviedade da culpa petista dispensa qualquer comentário adicional.

Talvez já exista algum petista querendo dizer algo como “logo, se o Temer fizer um bom governo o mérito também será nosso”. Devagar com andor, meu amigo revolucionário. O PT somente será parceiro dos sucessos de Temer se o partido apoiar o governo! Como todos nós sabemos que a bancada petista no parlamento, a CUT, o ‘exército’ do Stedile e os demais grupelhos petistas atuarão com vigor contra a nova administração, então é óbvio que o partido não poderá ser parceiro dos eventuais méritos do atual governo.

Em síntese, é mentiroso o argumento de que o PT não terá qualquer culpa nos eventuais erros e limitações da pessoa que o partido levou para a vice-presidência. Na verdade, se Temer fizer um governo ruim, a culpa também será do PT; se ele fizer um bom governo, então o PT não terá nenhum mérito nisso. Sugiro que isso seja relembrado toda vez que um petista fizer qualquer crítica contra a atual administração.


notificações por email
Informe o seu endereço na caixa abaixo e clique no botão enviar para ser notificado por email sempre que um novo texto for disponibilizado no blog.


compartilhe este texto