Rio de Janeiro, . | Esquerdismo, Socialismo


PT: um partido revolucionário

Alexandre B. Cunha

Muitos brasileiros ainda não se deram conta do caráter revolucionário do PT. Várias pessoas acreditam que tal partido está próximo daquilo que se convencionou chamar de social democracia. Para elas, é totalmente absurda a ideia de que o PT deseja acabar de vez com a economia de mercado, abolir a propriedade privada e transformar este país em uma tirania socialista. Contudo, o programa de governo que o partido adotou na eleição presidencial de 1989 prova o contrário. Lá está escrito de forma inequívoca que o objetivo final do PT consiste em implantar o socialismo no Brasil.

A Fundação Perseu Abramo foi criada pelo PT em 1996 para funcionar como o think tank do partido. O vínculo entre as duas organizações é explícito. Por exemplo, o próprio logo da fundação faz menção ao partido. Desta forma, os documentos petistas lá disponibilizados certamente são fidedignos.

A página PT – Programas de Governo contém os programas de governo adotados pelo PT em cada uma das eleições presidenciais em que o partido concorreu. Se o leitor clicar no Plano Alternativo do programa de governo de 1989, ele acessará o documento denominado “As Bases do Plano Alternativo de Governo: Síntese Popular”. Reproduzo abaixo o último parágrafo da página 2 do material em questão:

O projeto do PT é claro: QUEREMOS CONSTRUIR UMA SOCIEDADE SOCIALISTA neste País. E [sic] nossa definição histórica, cujos traços vão ganhando contornos mais nítidos na medida em que amadurece nossa reflexão partidária. Não queremos apenas mais pão, mais terra, mais liberdade, mais escola e moradia. Queremos tudo isso e mais: a posse e o controle de todas as riquezas, de toda a produção e dos meios que a produzem sob o controle dos trabalhadores; queremos a plena democracia e a participação real em todas as decisões importantes. Para isso vamos acumular forças, derrotar os setores que sustentam o capitalismo e construir a sociedade socialista.

Para aqueles que preferem ver a informação no formato original e por uma razão qualquer não acessaram o arquivo pdf, a fotografia abaixo reproduz o trecho citado exatamente como ele aparece no programa petista:

partidorevolucionario

Ou seja, conforme mencionado no título deste texto, o PT é um partido revolucionário.

O material acima exibido deveria ser desnecessário para estabelecer o caráter extremista e radical do PT. Afinal de contas, o partido apoia as ditaduras cubana e venezuelana e outras ditaduras esquerdistas; demonstrou repetidas vezes o seu ódio às instituições democráticas do Brasil; está envolvido com o Foro de São Paulo etc.

Já antecipando alguma contestação do tipo “Isto foi em 1989! Todos sabem que o PT não é mais assim!”, afirmo que as ações recentes do PT (ver parágrafo anterior) são plenamente consistentes com o objetivo enunciado no programa de 1989. Adicionalmente, o PT jamais repudiou de maneira explícita e formal o documento em questão. Pelo contrário, resoluções e outros documentos partidários recentes evidenciam a natureza revolucionária do partido.

De janeiro de 2003 até maio deste ano o Brasil foi governado por um partido que tem como objetivo transformar o Brasil em uma tirania socialista. Felizmente, as instituições e salvaguardas democráticas estabelecidas pela constituição de 1988 foram robustas o suficiente para impedir que aquela organização extremista tivesse sucesso na sua empreitada revolucionária.


P.S.: este tópico voltou a ser discutido na seção O PT e o socialismo do texto Não, o PT não é igual aos demais partidos.


notificações por email
Informe o seu endereço na caixa abaixo e clique no botão enviar para ser notificado por email sempre que um novo texto for disponibilizado no blog.


compartilhe este texto