Rio de Janeiro, . | Democracia, História, Liberdade


Quatro de julho: uma data a ser celebrada

No dia 4 de julho de 1776 foi declarada a independência das treze colônias britânicas que posteriormente deram origem aos Estados Unidos. O evento em questão é relativamente pouco discutido nas salas de aulas das escolas e universidades brasileiras e também nos textos acadêmicos e jornalísticos produzidos em nosso país. A despeito do quase total esquecimento a que os brasileiros o relegaram, esse acontecimento contribuiu de forma decisiva para todas as outras experiências democráticas que o sucederam.

Rio de Janeiro, . | Liberdade, Socialismo


Cuba não está sozinha: a Coréia do Norte também exporta escravos

Analisou-se no texto Um gato escondido com o rabo de fora: escravidão no programa Mais Médicos a natureza escrava do trabalho realizado pelos médicos cubanos que estão no Brasil. Esse problema já havia sido abordado em diversos textos e reportagens na imprensa e blogs nacionais. O que talvez venha a ser uma novidade para o leitor é que Cuba não é única nação socialista a adotar tais práticas. Apesar disso raramente ser mencionado no nosso país, a Coréia do Norte procede de maneira extremamente similar.

Rio de Janeiro, . | Liberdade, Socialismo


Um gato escondido com o rabo de fora: escravidão no programa Mais Médicos

Em julho de 2013, o governo petista lançou o programa Mais Médicos. O seu objetivo declarado consistia em trazer até 10 mil médicos estrangeiros para trabalhar no Brasil. Após algumas idas e vindas, o Brasil terminou por fazer um acordo com a OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) para contratar, em um primeiro momento, em torno de 6.600 médicos cubanos. Posteriormente o programa se expandiu, de forma que no final de 2015 aproximadamente 11.400 daqueles profissionais trabalhavam no Brasil. Vale ressaltar que a OPAS atua como uma mera intermediária, pois os cubanos jamais poderiam vir para o Brasil sem a anuência do governo dos irmãos Castro.

Rio de Janeiro, . | Capitalismo, Democracia, História, Liberdade


Capitalismo e libertação do trabalho

O leitor certamente já se deparou repetidas vezes com expressões esquerdistas como alienação do trabalho, exploração capitalista, mais-valia, etc. Usualmente, as mesmas são utilizadas para nos convencer de que os trabalhadores vivem um infortúnio ilimitado sob o capitalismo. E, adivinhe, o socialismo é a poção mágica capaz de pôr fim a tamanha crueldade.

Rio de Janeiro, . | Economia, História, Socialismo


Venezuela: qual será a dimensão final da tragédia?

Em fevereiro de 1999 o Sr. Hugo Chávez tomou posse na presidência da Venezuela. Eleito pelo voto popular em dezembro do ano anterior, ele imediatamente se pôs a transformar aquela que era uma das mais estáveis democracias da América Latina em uma ditadura socialista. Inicialmente, as mudanças ocorreram de forma relativamente dissimulada; apenas em janeiro de 2005 o tirano passou a declarar abertamente que o país estava a implantar o 'socialismo do século XXI'. Nicolás Maduro, que sucedeu Chávez em março de 2013, manteve as práticas e políticas do seu falecido antecessor.